Tratamento do Alcoolismo

Tratamento do Alcoolismo no Rio de Janeiro 24h

Tratamento especializado para alcoólatras com equipe multidisciplinar. Atendimento 24h para alcoolismo com equipe especializada e sigilo total.

Aqui no nosso Centro de Tratamento seu familiar conta com uma equipe especializada para um acolhimento humanizado, desintoxicação em ambiente seguro, um programa educativo sobre os males provocados pelo abuso do álcool, treinamento de habilidades emocionais e sociais, um programa de prevenção à recaída, manutenção da abstinência e orientação familiar efetiva.

Venha conhecer nossa Instituição.

Centro de Tratamento Reviva – Um lugar de Amor e desenvolvimento pessoal.

O Tratamento para o Alcoolismo no CT Reviva.

O alcoolismo tem como característica o consumo de bebidas alcóolicas de forma inadequada e abusiva, provocando a dependência no indivíduo. O alcoolismo é considerado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) uma doença biopsicossocial que provoca a longo prazo diversos danos ao organismo e a mente do alcóolatra.

No Centro de Tratamento Reviva os alcóolatras recebem tratamento especializado por parte de nossa equipe desde o acolhimento, desintoxicação em ambiente seguro, conscientização em relação aos problemas relacionados ao uso abusivo do álcool, treinamento de habilidades emocionais, treinamento de habilidades sociais, um programa eficaz de prevenção de recaída e reinserção social.

O dependente do álcool é portador de uma doença contagiante, pois o alcoolismo afeta também a família, a comunidade e os colegas de trabalho ou estudo do alcoólatra.

O álcool é hoje a substância psicotrópica cujo início do consumo é mais precoce, pouco mais de 12 anos de idade. Demonstrando com isso um grande fator de risco para usuários, familiares e sociedade.

O álcool e suas diversas variáveis de consumo são estudadas ano a ano pelos institutos de pesquisas, universidades e profissionais da área. Já que o impacto social, econômico e psicológico do abuso de bebidas alcóolicas é significativo em todos os sentidos.

O alcoolismo provoca problemas clínicos de grau elevado, já que a absorção do etanol se dá pelo trato gastrointestinal. Cerca de 25% do álcool consumido são absorvidos no estômago. Os outros 75% são absorvidos no intestino.

Problemas Provocados pelo Alcoolismo

O alcoolismo é uma doença bastante grave, já que o consumo abusivo de bebidas alcoólicas é uma causa significativa de óbitos. Identificar essas complicações no alcoólatra é importante para avaliar a gravidade da situação e para promover um estímulo que possa ajudar no processo de tratamento do alcoolismo e influenciar a redução no comportamento de beber do indivíduo.

Doenças provocadas pelo alcoolismo:

  • Doenças Hepáticas Alcoólicas: danos ao fígado constituem as consequências mais graves do consumo excessivo de álcool. Mudanças irreversíveis tanto na estrutura quanto no funcionamento do fígado são comuns. A cirrose causa 75% das mortes atribuídas ao alcoolismo.

• Esteatose Hepática ou Fígado Gorduroso: as células do fígado aumentam a produção de gordura, resultando num aumento do tamanho do fígado. Provocando mau estar, cansaço e náusea.

• Hepatite Alcoólica: inflamação crônica do fígado, provocando perda de apetite, dores abdominais, náuseas, perda de peso e febre.

• Cirrose Alcoólica: o tecido hepático se enche de cicatrizes, prejudicando o fígado, podendo levar à insuficiência hepática ou a uma compressão dos vasos sanguíneos, gerando aumento da pressão e sangramento grave ou fatal. A cirrose é incurável, depois que se inicia o processo, é irreversível.

• Gastrite: inflamação do estômago.

• Pancreatite Aguda: inflamação do pâncreas, provoca fortes dores abdominais irradiando para as costas associada a vômitos.

• Gota: depósito de ácido úrico nas articulações que causa dores.

• Osteoporose: redução da massa óssea.

• Câncer: O alcoolismo está associado a um risco aumentado de câncer.

• Arritmias: perturbação do ritmo cardíaco.

• Hipertensão.

• Doenças Respiratórias: Infecções respiratórias provocadas pela baixa no sistema imunológico dos alcoólatras.

• Hipoglicemia e Hiperglicemia.

• Anemia.

• Demência Alcoólica: atrofia cerebral, provocando.

• Anemia.

• Transtornos nos Sistemas Nervosos Central e Periférico

• Convulsões.

• Demência Alcoólica: atrofia cerebral, que gera prejuízos na memória a curto e longo prazo, na aprendizagem do alcoólatra, na organização e no controle dos impulsos.

• Doenças de Pele.

• Afeta o sistema imunológico provocando o aumento do risco de contágio ou desenvolvimento de doenças infecciosas como: tuberculose, pneumonia, febre amarela, cólera e hepatite B.

• Risco aumentado de contágio de DSTs provocado pela desinibição social provocada pelo álcool devido ao envolvimento em relações sexuais desprotegidas, assim como o vírus do HIV e outros.

• O uso continuado e abusivo do álcool provoca alteração do funcionamento sexual, inflamação da próstata o que interfere na fertilidade masculina.

• Transtornos Psiquiátricos provocados pelo uso abusivo de bebidas alcoólicas ou uma intoxicação aguda.

• Delirium Tremes: abstinência grave e pode durar até três ou quatro dias após o início do processo de desintoxicação alcoólica. Provoca rebaixamento do nível de consciência, com desorientação, tremores, taquicardia, elevação da pressão arterial e da temperatura corporal.

• Alucinações Alcoólicas.

• Amnésia Alcoólica.

• Depressão.

• Ideação Suicida.

• Tentativas de Suicídio.

• Ansiedade.

• Danos ao Tecido Cerebral.

• Ciúme Patológico.

• Transtornos de Personalidade como o comportamento antissocial.

• Transtornos alimentares associados ao abuso de bebidas alcoólicas.

• Esquizofrenia.

• Problemas sociais e com a justiça.

• Dificuldades financeiras.

• Desemprego.